icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
30/11/2014
08:06

Na última quinta-feira, o episódio de um desentendimento entre Yuri Mamute e Gegê foi um dos principais destaques do treino do Botafogo, no Engenhão. Os dois jogadores por pouco não chegaram às vias de fato. Tudo porque, numa disputa de bola, o camisa 18 deixou a sola da chuteira, que acertou a barriga do meia. Irritado, Gegê partiu para cima do companheiro.

Revelado nas divisões de base do Botafogo, Gegê, que está em seu segundo ano como profissional, deu sua versão do ocorrido. O jogador, que está relacionado para a partida deste domingo, contra o Santos, disse que o problema foi resolvido com Mamute. O meia conta que tudo não passou de um caso isolado.

- Ficou tudo resolvido, foi um lance de treino, não tenho nada contra contra o Mamute, que é um bom companheiro de trabalho. Tudo aconteceu devido a uma entrada dele que eu não gostei e revidei daquela forma. Às vezes, uma jogada de treino acaba irritando e perdemos a cabeça. Com um lance destes, muitas pessoas podem criar uma ideia de mim que não corresponde à pessoa que sou. Mas quem convive comigo, e me conhece, sabe que sou uma boa pessoa e um profissional dedicado, que quer muito ajudar o Botafogo - disse Gegê, ao LANCE!Net, destacando também que a situação atual pela qual passa o Botafogo também pode ter contribuído para ele e Mamute tivessem o desentendimento:

- Acredito que a situação do time contribuiu, sim. Porque esta situação pela qual o clube o time passam nos afeta. Ninguém queria ver o Botafogo passar por todos estes problemas e ainda estar lutando contra o rebaixamento, com poucas chances de permanecer na Série A. Tenho muita vontade de ajudar os companheiros a mudar isto. O Botafogo não merece passar por isso. Mas vamos lutar para reerguer o clube e colocá-lo onde merece. 

Lançado no time profissional em 2013 pelo  técnico Oswaldo de Oliveira, Gegê tem 20 anos. Até agora, o meia disputou 33 jogos e marcou dois gols pelo clube. Neste Campeonato Brasileiro, foram sete partidas e nenhum gol. Para a partida deste domingo, contra o Santos, na VIla Belmiro, pela 37ª rodada, o apoiador estará no banco de reservas como opção para o técnico Vagner Mancini.