icons.title signature.placeholder Guilherme Amaro
03/11/2013
19:21

A derrota por 1 a 0 para o líder Cruzeiro, neste domingo, na Vila Belmiro, fez a torcida santista perder a paciência, vaiar o time e protestar muito contra a diretoria. Após a partida, alguns jogadores, sobretudo o atacante Everton Costa, foram muito xingados. Depois, os torcedores se dirigiram para a porta do vestiário do Peixe e entoaram gritos contra os cartolas do clube.

Os principais cantos foram: "Não é mole, não, eu quero time para gritar 'é campeão'"; "Olê, olê, olá, nossa diretoria não sabe contratar"; "Ô, ô, ô, a paciência acabou" e "Não é mole, não, reserva de outro time não serve para o Peixão".

Na saída do gramado, Everton Costa falou rapidamente sobre as críticas:

- Normal, isso é normal. Dá para reverter, com gols - limitou-se a dizer.

Com 44 pontos, o Peixe ocupa a parte do meio da tabela e, a oito pontos do G4, praticamente já jogou a toalha quanto ao sonho de conseguir uma vaga na Libertadores do ano que vem.