icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/12/2013
15:14

Jorginho não é mais o técnico da Ponte Preta. O treinador, que chegou no clube neste ano no meio do Campeonato Brasileiro, não resistiu ao rebaixamento da Macaca para a Série B e deixou o Moisés Lucarelli nesta sexta-feira, dois dias após a equipe campineira ser derrotada na final da Copa Sul-Americana. Técnico e diretoria não chegaram a um acordo financeiro, já que o clube terá um grande corte no orçamento e não teria condições de pagar um salário à altura.

Responsável por comandar a Ponte na primeira competição internacional da sua história, Jorginho levou a equipe ao vice-campeonato da competição, após vitórias épicas sobre o Vélez, na Argentina, e o São Paulo, no Morumbi. Mas a equipe não resistiu à força do Lanús, também da Argentina, e ficou com a segunda colocação.

Os números de Jorginho à frente da Ponte Preta não foram positivos, mas, apesar de não ter escapado do rebaixamento, fez história no clube com a chegada à final da Copa Sul-Americana. Anunciado em 25 de agosto deste ano, foram 32 jogos à frente da Macaca, com oito vitórias, 11 empates e 13 derrotas.

O desligamento do treinador foi confirmado pelo Facebook e Twitter oficial da Ponte Preta. Também como parte da readequação financeira, jogadores mais valorizados do elenco, como Uendel, Baraka e Rildo, devem deixar a Macaca.