icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/07/2013
22:38

As dificuldades para o Grêmio em Criciúma começaram antes mesmo da bola rolar no Heriberto Hülse, já que a delegação gremista chegou ao estádio apenas 45 minutos antes do jogo começar. O fato foi criticado pelo técnico Renato Gaúcho, que também criticou Matheus Biteco e Vargas, já que ambos foram expulsos na derrota tricolor para o Tigre.

O técnico não ficou nada satisfeito com a logística do Grêmio, já que o deslocamento do hotel em que a delegação se encontrava, na cidade de Orleans, para o estádio durou cerca de 1h e ainda foi prejudicado com um acidente no percurso, o que fez o grupo chegar ao local do jogo às 17h45.

- Começou errado que não era para ter ficado naquele hotel. Não tenho nada para reclamar do serviço deles. Inadmissível é ficar em um hotel uma hora distante do local do jogo - disse Renato, em entrevista coletiva, para depois garantir que o fato prejudicou o seu time.

- Atrapalhou sim, pois os jogadores não conseguiram aquecer o tempo suficiente, muita coisa deu errado nessa viagem e vamos tirar de exemplo e lição para que não aconteça mais.

Antes, Renato fez questão de criticar as expulsões de Matheus Biteco e Vargas, principalmente a do chileno. Ambos serão punidos com a "caixinha" imposta por ele e, segundo o treinador, terão os seus casos analisados na manhã da próxima terça-feira, quando o elenco gremista se reapresentará.

- O garoto (Biteco) foi infantil, pela idade, o lance foi na minha frente, e ele não acertou o adversário, mas o que vale é a intenção. O Vargas é mais experiente, nós já tínhamos um jogador a menos, foi um erro infantil. O Vargas não pode cometer aquele erro, é um jogador de seleção. Enfim, os dois prejudicaram, e vamos ver o caso deles na semana que vem - destacou.

As dificuldades para o Grêmio em Criciúma começaram antes mesmo da bola rolar no Heriberto Hülse, já que a delegação gremista chegou ao estádio apenas 45 minutos antes do jogo começar. O fato foi criticado pelo técnico Renato Gaúcho, que também criticou Matheus Biteco e Vargas, já que ambos foram expulsos na derrota tricolor para o Tigre.

O técnico não ficou nada satisfeito com a logística do Grêmio, já que o deslocamento do hotel em que a delegação se encontrava, na cidade de Orleans, para o estádio durou cerca de 1h e ainda foi prejudicado com um acidente no percurso, o que fez o grupo chegar ao local do jogo às 17h45.

- Começou errado que não era para ter ficado naquele hotel. Não tenho nada para reclamar do serviço deles. Inadmissível é ficar em um hotel uma hora distante do local do jogo - disse Renato, em entrevista coletiva, para depois garantir que o fato prejudicou o seu time.

- Atrapalhou sim, pois os jogadores não conseguiram aquecer o tempo suficiente, muita coisa deu errado nessa viagem e vamos tirar de exemplo e lição para que não aconteça mais.

Antes, Renato fez questão de criticar as expulsões de Matheus Biteco e Vargas, principalmente a do chileno. Ambos serão punidos com a "caixinha" imposta por ele e, segundo o treinador, terão os seus casos analisados na manhã da próxima terça-feira, quando o elenco gremista se reapresentará.

- O garoto (Biteco) foi infantil, pela idade, o lance foi na minha frente, e ele não acertou o adversário, mas o que vale é a intenção. O Vargas é mais experiente, nós já tínhamos um jogador a menos, foi um erro infantil. O Vargas não pode cometer aquele erro, é um jogador de seleção. Enfim, os dois prejudicaram, e vamos ver o caso deles na semana que vem - destacou.