icons.title signature.placeholder Bruno Andrade e Marcio Porto
18/06/2014
19:54

Wayne Rooney vem sendo muito cobrado pela imprensa inglesa e, nesta quarta-feira, véspera da partida entre Inglaterra e Uruguai, o atacante ganhou o amparo de seu treinador. Roy Hodgson defendeu o camisa 10 de seu time e disse que a melhora dele já poderá ser vista na partida decisiva, na Arena Corinthians.

- Eu tento não falar muito sobre de onde cai a pressão, tento me concentrar nas coisas que estão no meu controle, e não vou controlar o que as pessoas estão relatando, comunicando. Só posso trabalhar com o grupo, e no que diz a mim acho que fomos bem contra a Itália, e os dados estatísticos mostram que ele (Rooney) foi quem mais correu e isso às vezes não fica evidente - declarou Roy, que manterá seu camisa 10 como titular, apesar dos questionamentos da imprensa inglesa.

O comandante, porém, não alivia para o atacante. Na mesma entrevista coletiva, Hodgson disse que é natural que se cobre quem tem mais experiência. Rooney tem 28 anos e disputou as Copas de 2006, na Alemanha, e 2010, na África do Sul, pela Inglaterra.

- O Rooney, além do Gerrard e o Lampard são os três com experiência internacional, maiores participações pela seleção, e precisam aceitar que o foco sejam eles. Não se pode que seja nos jovens. Mas o bom é que ele está pronto pra isso e se ele jogar bem amanhã vocês perceberão - afirmou.

Apesar de já ter jogado duas Copas, Rooney nunca marcou um gol em Mundiais, em nove jogos disputados. Nas duas anteriores, porém, ele chegou com problemas físicos. Desta vez, se diz 100% e até criticou a imprensa por especular sobre a situação.