icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
01/06/2014
16:41

Muitos atletas não podem abrir mão da oportunidade de participar de uma edição do The Ultimate Fighter Brasil e acabam entrando no reality show fora de suas categorias originais. Na terceira edição do programa tupiniquim, isso foi algo que aconteceu com quase todos os atletas. Um bom exemplo disso foi o campeão da categoria dos médios, Warlley Alves.

Após finalizar Marcio Lyoto e levar o título dos médios (até 84kg) do programa, na madrugada deste domingo, no UFC de São Paulo, ele já admitiu que vai voltar à sua divisão natural, que é a dos meio-médios (até 77,6kg). Segundo ele, seu porte físico é pequeno para a categoria até 84kg. Warlley ainda avaliou seu futuro dentro da organização. 

- Pô, os caras (da categoria dos médios) são muito grandes. Galera tudo pesada, e sou magrinho (risos). Acho que fazer parte dessa nova tropa de lutadores do UFC é uma honra. Temos caras novos que são excelentes. O TUF está abrindo portas para quem não é conhecido se consagrar. Fiz a luta da minha vida com o Lyoto. Dei tudo o que tinha, espero representar o Brasil do melhor jeito. Vou descer para minha categoria e daqui a cinco, seis anos sonhar com o cinturão, representar o Brasil. Temos só um cinturão agora, eram cinco, seis (na verdade, o máximo de cinturões brasileiros no UFC foram quatro ao mesmo tempo). Temos de retomar todos - avaliou.

Aos 23 anos, Warlley Alves conta com um cartel perfeito de sete lutas e sete vitórias em sua carreira no MMA. Antes do UFC, o atleta da X-Gym brilhou no Jungle Fight, maior evento de MMA da América Latina.