icons.title signature.placeholder Rafael Valesi
26/11/2014
14:25

A confusão que marcou o final da partida entre Corinthians e Intelli/Orlândia na noite de terça-feira, pela semifinal da Liga Futsal, causou sua primeira consequência esportiva. As duas equipes voltariam a se enfrentar nesta quinta-feira, agora pela semifinal da Liga Paulista. Mas o jogo foi adiado para o dia 5 de dezembro por conta das cenas de violência no Parque São Jorge.

A informação foi confirmada ao LANCE!Net por Laércio Graça, presidente da Liga Paulista e diretor financeiro da Liga Futsal.

- Estou muito preocupado com o que aconteceu. Assim, tomamos uma providência, e o jogo foi cancelado. As equipes entenderam. Seria irresponsável das três partes (Corinthians, Intelli e Liga Paulista) se esse jogo acontecesse. Foi uma decisão de comum acordo - falou Graça.

O embate entre o Timão e a Intelli/Orlândia pela Liga Paulista foi transferido para o dia 5 às 21h30, com transmissão ao vivo de um canal da TV a cabo - o jogo desta quinta-feira também seria televisionado. Em princípio, o duelo aconteceria também no Parque São Jorge, mas a Liga Paulista ainda não sabe onde a partida será disputada.

A confusão na semifinal da Liga Futsal aconteceu após a Intelli/Orlândia marcar o gol da vitória e da classificação para a final a um segundo para o fim da prorrogação. Jogadores do Timão reclamaram que um dos dois árbitros teria apitado falta no lance que originou o tento de Dieguinho. Logo após a bola balançar a rede do Corinthians, os jogadores partiram para cima da arbitragem (o goleiro Deivid chegou a empurrar um deles). A torcida também causou tumulto, ao invadir a quadra. A Polícia Militar teve de intervir e entrou em confronto com torcedores.

- Fiquei muito triste com o que aconteceu, não era o que a gente queria ver. A melhor praça para se realizar um jogo de futsal hoje é o Parque São Jorge. Nenhum clube oferece a segurança que o Corinthians tem. Acontece que o Corinthians é um time de camisa. Onde mais poderia acontecer algo parecido? Talvez se o Flamengo ou o Atlético-MG tivessem uma equipe também. Essas torcidas não sabem diferenciar o futebol do futsal. É um público do campo, com outra mentalidade. Mas repito. De todos os palcos da liga nacional, ninguém oferece uma segurança melhor do que o Corinthians. Lamento muito que tudo isso tenha acontecido - disse Graça.