icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/07/2013
19:15

A Federação de Basquetebol do Rio de Janeiro (FBERJ) anunciou nesta sexta-feira a punição de 11 jogadores do Macaé Basquete e do técnico Leonardo Costa para a próxima partida do Campeonato Carioca de Basquete, no dia 27, contra o Queimados.

Todos receberam um jogo de gancho como suspensão automática por terem sido expulsos no duelo contra o Flamengo, na última quarta-feira, na Gávea. Entre os atletas, está o pivô Atílio, que agrediu o adversário Douglas Correa. Como o Rubro-Negro pediu desligamento da competição, não foi anunciada punição a seus atletas.

Os jogadores das duas equipes se envolveram em uma confusão durante o segundo quarto do duelo. Atílio desferiu um soco em Douglas, que desmaiou e perdeu um dente. A partida foi interrompida. O flamenguista teve de passar por exames no hospital e prestou queixa no 14º Distrito Policial no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro. O atleta do Macaé também deu seu depoimento.

Nesta sexta-feira, Atílio se pronunciou e garantiu só ter tomado tal atitude após levar cotoveladas do adversário.

A Federação de Basquetebol do Rio de Janeiro (FBERJ) anunciou nesta sexta-feira a punição de 11 jogadores do Macaé Basquete e do técnico Leonardo Costa para a próxima partida do Campeonato Carioca de Basquete, no dia 27, contra o Queimados.

Todos receberam um jogo de gancho como suspensão automática por terem sido expulsos no duelo contra o Flamengo, na última quarta-feira, na Gávea. Entre os atletas, está o pivô Atílio, que agrediu o adversário Douglas Correa. Como o Rubro-Negro pediu desligamento da competição, não foi anunciada punição a seus atletas.

Os jogadores das duas equipes se envolveram em uma confusão durante o segundo quarto do duelo. Atílio desferiu um soco em Douglas, que desmaiou e perdeu um dente. A partida foi interrompida. O flamenguista teve de passar por exames no hospital e prestou queixa no 14º Distrito Policial no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro. O atleta do Macaé também deu seu depoimento.

Nesta sexta-feira, Atílio se pronunciou e garantiu só ter tomado tal atitude após levar cotoveladas do adversário.