icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/11/2014
19:12

O Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ) denunciou o atacante Adriano por tráfico de drogas e associação ao tráfico, crimes que, combinados, podem render pena máxima de até 25 anos de reclusão. A informação é da ESPN Brasil.

O jogador entrou na mira do MP por ter comprado uma moto que foi usada por traficantes da Vila Cruzeiro, no Rio, local de nascimento do jogador. Agora, a denúncia será avaliada pela 29ª Vara Criminal do Rio. Ela é que vai definir se acata ou não para abrir processo.

No documento, a promotoria pede que o passaporte do jogador, que hoje está na França, próximo de assinar contrato com o Le Havre, seja recolhido, entendendo que há possibilidade de fuga do Imperador.

A investigação sobre Adriano é antiga. Em 2010, ele chegou a prestar depoimento na delegacia sobre o caso, mas não foi indiciado. Segundo o MP, a moto comprada por Adriano em 2007, de 600 cilindradas, foi colocada no nome da mãe do traficante Paulo Rogério de Souza Paz, o Mica. A promotoria diz na denúncia que Adriano foi conivente e, com a moto, deu condições para atividades ilícitas na Vila Cruzeiro.