icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/07/2013
14:10

O velocista Tyson Gay teve seu contrato com a Adidas rescindido. Após o americano ser flagrado no exame antidoping e anunciar que não vai disputar o Mundial de Moscou, em agosto, a empresa alemã optou por colocar um ponto final no patrocínio ao atleta.

A Adidas possui uma clausula no contrato com os atletas que permite que o vínculo seja encerrado imediatamente em casos de doping.

- Estamos chocados com as últimas alegações. Presumimos sua inocência, mas até que se prove o contrário, o contrato com Tyson está rescindido - disse o porta-voz da empresa, Oliver Brüggen.

Tyson Gay vinha sendo patrocinado pel Adidas desde 2005. O americano foi campeão do mundo em 2007 nas provas de 100m, 200m e revezamento 4x 100m. Três anos depois, ele derrubou o recorde de Usain Bolt nos 100m, em etapa da Liga Diamante.

Antes de ter o resultado positivo nos exame antidoping, Tyson obteve a melhor marca do ano nos 100m rasos, com 9s75, no dia 21 de junho.

O velocista Tyson Gay teve seu contrato com a Adidas rescindido. Após o americano ser flagrado no exame antidoping e anunciar que não vai disputar o Mundial de Moscou, em agosto, a empresa alemã optou por colocar um ponto final no patrocínio ao atleta.

A Adidas possui uma clausula no contrato com os atletas que permite que o vínculo seja encerrado imediatamente em casos de doping.

- Estamos chocados com as últimas alegações. Presumimos sua inocência, mas até que se prove o contrário, o contrato com Tyson está rescindido - disse o porta-voz da empresa, Oliver Brüggen.

Tyson Gay vinha sendo patrocinado pel Adidas desde 2005. O americano foi campeão do mundo em 2007 nas provas de 100m, 200m e revezamento 4x 100m. Três anos depois, ele derrubou o recorde de Usain Bolt nos 100m, em etapa da Liga Diamante.

Antes de ter o resultado positivo nos exame antidoping, Tyson obteve a melhor marca do ano nos 100m rasos, com 9s75, no dia 21 de junho.