icons.title signature.placeholder Felipe Domingues
19/04/2014
13:59

Um jogo épico! Essa frase resume o que foi o jogo entre Sesi e Molico/Osasco pela semifinal da Superliga Feminina de Vôlei. Após começar atrás e ver o Molico abrir 2 sets a 1 e ainda ter 3 match points no fim do quarto set, o Sesi mostrou uma vibração incrível e matou o jogo, em 3 sets a 2, com parciais de 19-21, 21-16, 8-21, 21-20 e 17-15.

A destaque da partida foi a levantadora Dani Lins, que recebeu o troféu Viva Vôlei ao fim do jogo, além de Fabiana, responsável por 16 pontos da equipe. Pelo lado do Molico/Osasco, Sheilla foi a melhor em quadra, com incríveis 25 pontos.

Agora, o Sesi viaja ao Rio de Janeiro, onde enfrenta, no próximo domingo, a equipe do Unilever, pela final da Superliga Feminina 2013-2014.

O JOGO:

Primeiro Set

O jogo começou apertado, com ambas as equipes se alternando no placar e o Molico/Osasco indo ao tempo técnico na frente, o que se tornou habitual no jogo. A torcida do Sesi, em peso, empurrava a equipe em busca da vitória.

Depois da parada técnica, o Osasco passou a comandar as ações, abrindo 12 a 9 em um erro da líbero Suellen que, até então, não se encontrava na partida. Enquanto tentava esboçar uma reação, o Sesi parava nos erros de sua defesa, vendo o Osasco subir a diferença na pontuação para 17 a 12.

A central Fabiana teve uma boa passagem no saque, para dar esperança ao Sesi, e trouxe a diferença para apenas 1 ponto, forçando o treinador do Osasco, Luizomar Moura, a parar a partida. Mas, os erros da defesa do Sesi seguiam a aparecer e, o ponto derradeiro, veio das mãos da destaque da partida, Sheilla, com 5 pontos, fechando o primeiro set em 21-19 para o Molico/Osasco.

Segundo Set

O segundo set começou com as donas da casa à frente, abrindo 5 a 2 de vantagem e obrigando o Luizomar a parar o jogo e dar uma bronca geral em suas atletas, sonolentas no início da parcial. Porém, o Sesi seguiu comandando as ações, e chegou ao tempo técnico com 4 pontos de vantagem.

As equipes seguiram trocando pontos, até que o Molico mostrou ter aproveitado melhor a pausa técnica dos 14 pontos, trazendo a diferença do Sesi para apenas 3 pontos, em um 15 a 12.

Mas, Ana Beatriz passou a aparecer com destaque no Sesi, com 4 pontos, bem nos bloqueios e ataques, trazendo tranquilidade à equipe paulistana, que não contava com boa atuação de uma de suas principais atacantes, Ivna Marra. Com um bloqueio de Ana, um erro de Caterina pelo Osasco e uma bola na diagonal de Ana, o Sesi fechou a parcial em 21 a 16, se mantendo vivo no jogo.

Terceiro Set

O Osasco voltou determinado a recuperar o tempo perdido na parcial anterior, e logo no início, chegou à primeira parada técnica com 7 a 1 no placar, tendo Sheilla novamente como destaque no ataque, com 5 pontos até o fim do set.

Na volta, o Osasco seguia ampliando a vantagem, buscando um massacre no set. O Sesi não se encontrava em quadra, com erros em bolas simples, viu o Molico chegar a 17 a 8 e, daí pra frente, não conquistou mais pontos. O time da Grande São Paulo fechou o terceiro set em 21 a 8, após bloqueio de Caterina em Fabíola.

Quarto Set

A mais emocionante das parciais, teve de tudo. Trocas de lideranças, empates, set points desperdiçados, match points perdidos... Até a parada técnica, o Osasco seguia na frente com um 7 a 4 no placar. Então, na volta, o Sesi empatou, em 8 a 8.

As equipes disputavam longos ralis durante a parcial, mantendo a diferença do placar sempre entre 2 e 3 pontos para ambos os lados. Até que o Osasco passou a tomar conta do jogo, transformando o equilíbrio em vantagem e, ao final do set, tinha aberto um 20 a 19, com belíssimas atuações de Sheilla e Caterina.

Porém, um erro de bloqueio e uma condução da levantadora Fabíola mudaram tudo e o Sesi virou a parcial, vindo a fechar o set na sequencia com mais um erro de Fabíola, que levantou a bola na antena. Ivna Marra acordou no jogo e, com 7 pontos, tomou conta da parcial. Final, 22 a 20 para o Sesi e vamos ao tiebreak!

Quinto set

Com a torcida de pé e as jogadoras vibrando a cada bola, o Sesi seguia grudado no Molico/Osasco no placar, até a parda técnica, quando o Molico tinha 7 a 4 no placar.

Na volta, o Sesi parecia ter perdido a vibração do início do set, e viu o Osasco chegar ao match point, com Sheilla e Thaísa bloqueando e atacando com precisão, Adenízia bem na defesa e Gabi segura no ataque.

Com um 14 a 10 no placar, a partida já parecia resolvida. Mas só parecia. O Sesi não desistiu do jogo, e chegou ao empate, com participação importantíssima de Fabiana e Dani Lins. E foi a própria Fabiana que virou a partida, levando o jogo ao placar de 15 a 14. Mas, Sheilla não queria desistir e empatou a partida novamente.

Até que, em um bloqueio milimétrico e um ataque preciso, o Sesi fechou o set em 17 a 15, a partida em 3 a 2, e carimbou vaga na final da Superliga.