icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
30/04/2014
17:21

O Santos publicou seu balanço orçamentário de 2013 nesta quarta-feira, último dia do prazo previsto por lei. O documento, contudo, não é o mesmo fornecido aos conselheiros e que foi divulgado pelo LANCE!Net na última terça-feira. Isso porque as contas alvinegras passaram por auditoria e sofreram mudanças. Após as alterações, o décifit do ano passado quase dobrou: passou de R$ 20 milhões para R$ 40 milhões.

A dívida (passivo circulante) cresceu em cerca de 41% e hoje é de R$ 190 milhões.

Indagada sobre a mudança, a diretoria do clube limitou-se a dizer, por meio de assessoria de imprensa, que "o balanço divulgado nesta quarta-feira é o oficial".

O número não era esperado nem mesmo pela cúpula alvinegra. No fim do ano passado, em reunião do Conselho Deliberativo, Francisco Cembranelli, membro do Comitê de Gestão do Peixe, afirmou que o resultado negativo não aconteceria caso o clube tivesse fechado um patrocínio master no valor desejado (cerca de R$ 20 milhões).

A venda de jogadores, principal fonte de receitas do clube na temporada passada, também sofreu alteração. No primeiro balanço, o valor era de R$ 71 milhões, mas foi reduzido para R$ 62 milhões.

Vale lembrar que a expectativa do Peixe para 2014 também não é das melhores, já que o orçamento, aprovado no fim do ano passado, prevê déficit de cerca de R$ 7,7 milhões. O argumento dos dirigentes é de que o clube fez projeções cautelosas, a fim de diminuir a margem de erro da previsão. Isso justifica a expectativa de um patrocínio master de R$ 13 milhões e nenhum título na temporada.