icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/11/2013
17:38

Paulo Nobre e Gilson Kleina atrasaram em duas horas o início da entrevista que confirmou a renovação de contrato do treinador até o fim de 2014. Depois da longa indefinição sobre o técnico do centenário, que durou quase um mês, tanto o dirigente quanto o comandante estão com o discurso alinhado sobre as contratações de olho no ano que vem. Segundo eles afirmaram nesta quarta-feira à tarde, na Academia de Futebol, o Verdão buscará apenas reforços pontuais.

- Independentemente do tipo de situação, sabíamos que precisávamos qualificar esse elenco que inicia com uma base qualificada. Os reforços vão ser pontuais. É claro que todos estão esperando novidades, porque é um ano importantíssimo no Palmeiras - disse o treinador.

Campeão da Série B e já garantido na Primeira Divisão, o Palmeiras tem 13 jogadores com contratos que se encerram no fim deste ano. Para a temporada que vem, o LANCE!Net já informou que o clube, sem muito dinheiro para investir, busca ao menos um lateral-direito e um esquerdo, um meia e um centroavante.

- É uma obrigação o Palmeiras reforçar o seu elenco para não ser coadjuvante. Um ponto importante que fez parte da nossa conversa com o Kleina era que nós vamos estudar as contratações pontuais que se fazem necessárias. Que esse elenco se torne ainda mais forte para atingir seus objetivos variáveis - acrescentou Paulo Nobre.

Para buscar reforços, o clube quer utilizar o ideal de pagar salários mais baixos, com bonificações por metas atingidas, como foi oferecido também ao treinador. Com a renovação garantida, o clube alega que Gilson receberá agora R$ 200 mil, com bonificações que podem elevar seus vencimentos a R$ 400 mil. Anderson Suave, agente do treinador, porém, diz que ele continuará ganhando R$ 300 mil.