icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/04/2014
14:49

Uma data lembrada, mas que poderia nunca ter acontecido. Há um ano atrás, em Boston, duas bombas explodiram na linha de chegada de uma das maiores maratonas do país, matando três pessoas e ferindo 264. Mas hoje, o dia foi de festa para um americano, Meb Keflezighi, primeiro do país a vencer a Maratona de Boston desde 1983.

Meb Keflezighi se tornou o primeiro americano a vencer a prova desde 1983 (Foto: Timothy A. Clary/ AFP)

O corredor de 38 anos, que já conquistou a Maratona de Nova York em 2009 e a seletiva olímpica de 2012, venceu a prova de hoje com o tempo de 2h8m37s, sua melhor marca e a segunda melhor de americanos em Boston.

Já na prova feminina, a queniana Rita Jeptoo venceu sua segunda prova consecutiva em Boston e terceira no geral, atingindo o recorde da Maratona com o tempo de 2h18m57s.


Rita Jeptoo vence a Maratona de Boston pelo segundo ano consecutivo (Foto: Jim Rogash/ AFP)

Mais de 3,5 mil políciais foram designados à prova, quase o dobro do ano passado, além de várias agências de segurança do governo, que se encarregaram de retirar o "espírito de medo" residente na prova desde os atentados.

- Queríamos mostrar que o espírito do corredor é muito determinado e forte. Neste ano nós voltamos em maior número e melhores do que nunca - comentou Amby Burfoot, o vencedor de 1968, que retorna a correr aos 67 anos, após ter sido impedido de completar a prova de 2013.

Quase 36 mil corredores de todo o mundo participaram da prova, quase 9 mil a mais que no ano passado e próximo do recorde de 38.708 no centenário da prova, em 1996.


Americanos se reúnem no segundo maior número de corredores na história da prova (Foto: Timothy A. Clary/ AFP)

- Tentamos encontrar um meio termo entre melhorar a segurança e preservar o sentimento familiar desse dia - disse o governador de Massachussets, Deval Patrick.

- Nós nunca os esqueceremos - completou.