icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/07/2014
12:11

Paralisadas há praticamente um ano e meio, as obras no Ninho do Urubu, mesmo que lentamente, foram retomadas no fim do mês passado. Com o auxílio de incentivos fiscais, o Flamengo, enfim, espera concluir o módulo profissional e ter um centro de trenamentos de primeiro mundo. Além disso, o clube também espera o auxílio da prefeitura do Rio de Janeiro.

Em outubro do ano passado, o Flamengo conseguiu a aprovação de um Projeto de Lei de Incentivo, na esfera estadual, para a captação de até R$ 12.554.805,03 para investimentos em três módulos do centro de treinamentos.

- Conseguimos alguns recursos de incentivo fiscal, graças a nossa política de responsabilidade, de manter as certidões em dia. E a obra já está começando. Dentro das nossas possibilidades, vamos dar um ritmo que irá permitir que em breve tenhamos um centro de treinamento de primeiro mundo - comentou o presidente.

No ano passado, a prefeitura do Rio concedeu a cessão de terrenos para Botafogo, Fluminense e Vasco, que também chegou a prometer R$ 5 milhões para o Rubro-Negro, entretanto, o presidente rubro-negro não está otimisto quanto à verba prometida.

- Acho que não vai sair, mas esperamos que a prefeitura possa nos ajudar de outra maneira como está ajudando os outros três clubes grandes do Rio de Janeiro. Temos que entender a situação e tenho certeza que não iremos ficar desamparados - lembrou.


Canteros foi até o campo dois ao lado do presidente rubro-negro (Foto: Bruno de Lima)

Vale lembrar que na apresentação do argentino Héctor Canteros, na quinta-feira, o jogador chegou ao CT junto com o presidente e foram direto ao campo dois, onde Ney Franco comandava uma atividade. Entretanto, algumas partes entre o campo um e dois estavam coberta de lama. Minutos depois, um trator foi visto no local para tentar aprumar o terreno.