icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/12/2013
21:38

Logo após a derrota por 1 a 0 para o Coritiba que encerrou o Campeonato Brasileiro deste ano para o São Paulo, o goleiro Rogério Ceni explicou que um dos motivos que o fizeram renovar contrato por mais um ano foi a chegada de Muricy Ramalho no início de setembro. Grato pela lembrança, o treinador afirmou que "tinha certeza" da sequência da carreira do capitão de 40 anos de idade.

- Pelas conversas que se tinha no dia a dia, eu tinha certeza que renovaria. Claro que eu não perguntava diretamente, mas a gente tinha quase que certeza depois do jogo do Chile (classificação do São Paulo para as quartas de final da Copa Sul-Americana, contra a Universidad Catolica). Foi lá que começou o movimento de ele continuar. Eu sempre fui aberto com ele, que ele estava bem para jogar. Se não estivesse, eu falaria. Não tinha porque parar, porque estava agarrando muito bem. Jogaria fácil mais um ano - comentou Muricy Ramalho.

No último sábado, Muricy prorrogou o vínculo até o final da temporada 2015, enquanto Rogério estendeu sua permanência no gol do São Paulo por mais um ano. Segundo os jogadores do São Paulo, a sequência de trabalho dos dois motiva a equipe a voltar a conquistar títulos em 2014. Para o treinador, que se vê mais envelhecido após a briga contra o rebaixamento, o ânimo é geral.

- Eu e o Rogério envelhecemos demais. A gente não dorme, não come, não faz nada direito. Não dá, pela situação que estávamos, situação complicadíssima. Não dá para treinar na situação que estávamos. Eu vim para ajudar, tinha um apelo grande da torcida. Mas esse é o preço, não podemos estar reclamando. Não fomos bem no planejamento, graças a Deus foi um alívio. Por isso ele está animado, ficou mais aliviado e pensou em renovar - explicou.