icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
27/02/2015
16:43

Insatisfeita com o Comitê Olímpico Brasileiro e sem patrocinador, a esgrimista Élora Ugo Pattaro está fora da Olimpíada de 2016, que será realizada no Rio de Janeiro. A afirmação foi feita pela própria esportista paulista, que publicou em seu blog um vídeo expondo seu descontentamento com o tratamento que vinha recebendo da federação de esgrima. Élora se disse envergonhada com a situação e não quer competir nos Jogos do ano que vem sob tais circunstâncias.

- Eu estou, pelo menos eu estava na equipe que se prepara para 2016. Eu saí da equipe, porque cheguei em um ponto em que estou completamente sem ajuda, sem patrocínio. Apesar de eu não ser uma atleta que iria com certeza ganhar medalha, eu não quero representar o meu país dessa forma, eu tenho vergonha de competir pelo Brasil, sabendo dessas coisas. Acho que, em grande parte, porque me reuni a um grupo de esgrimistas que pedia transparência, porque não entendemos como a verba estava sendo investida e eles não quiseram nos dizer. Tenho vergonha dessas pessoas que são coniventes e concordam com o que está acontecendo - afirmou Élora.

Nascida em São Paulo, Élora tem 29 anos de idade e participou da equipe brasileira que competiu na Olimpíada de Atenas, na Grécia, em 2004. A esgrimista participou ainda do Pan-Americano de Santo Domingo, em 2003, na República Dominicana, e de Guadalajara, no México, em 2011, quando ficou na sexta posição no sabre por equipes.

- Pessoas próximas, técnicos, pessoas com quem convivi desde sempre, chega até ao cúmulo de corromper o próprio atleta. Ele (atleta) tem que abaixar a cabeça, tem que ficar nessa situação humilhante e precisa ficar quieto, ir contra seus colegas, e fazer coisas que não são dignas com o atleta ou com os Jogos Olímpicos - desabafou a atleta.