icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2014
18:45

A vitória por 1 a 0 do Cruzeiro no jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil, na última quarta-feira, colocou o atual líder do Campeonato Brasileiro em vantagem na busca por uma vaga na final do torneio de mata-mata. Mas apesar dos números desfavoráveis, o goleiro Aranha acredita que o Santos pode mudar a história no duelo desta quarta, às 22h, na Vila Belmiro. E mais: o camisa 1 não acredita que a Raposa tenha qualquer tipo de favoritismo diante do Peixe.

- É complicado, uma tarefa difícil, mas vamos procurar fazer nosso melhor. O mata-mata de certa forma favorece a todos, os mais fortes e mais fracos. Na decisão se coloca em igualdade. Vamos entrar de igual para igual e, por ser um jogo de equipes grandes, não vejo favoritos, apesar da vantagem - sentenciou Aranha, em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, no CT Rei Pelé.

Sem grandes aspirações no Campeonato Brasileiro, graças à oitava colocação, o Peixe foca atenções agora na Copa do Brasil, torneio em que eliminou Mixto-MT, Princesa do Solimões-AM, Londrina-PR, Grêmio e Botafogo. Depois de mandar o segundo jogo diante do Botafogo, que terminou com goleada por 5 a 0, no Pacaembu, a diretoria do Santos escolheu a Vila Belmiro para receber  confronto desta quarta-feira. Todos os ingressos já foram vendidos, e agora Aranha conta com a força das arquibancadas.

- A torcida é fundamental, importante para a gente, porque quando o torcedor joga junto o adversário sente o momento bom. Se a torcida tem outra postura, que vai contra o time, o adversário cresce, sente a fragilidade. Vai ser importante ter o torcedor do nosso lado - disse o camisa 1 do Santos.