icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/11/2014
19:20

Para o Santos o clássico contra o São Paulo, dia 23, será realizado na Arena Pantanal, em Cuiabá. Apesar da indefinição do local, devido supostos problemas com a condição do estádio de Copa do Mundo e a falta do aval da CBF, o gerente de futebol do Peixe, Zinho, confirma que o confronto já está vendido para uma empresa, e que adversidades não mudará o destino do San-São.

- O jogo foi vendido, o Santos já recebeu. Para nós será em Cuiabá. Agora é questão da CBF e Federação Paulista, por um problema com o Corinthians eles estão resolvendo. Nós não temos nada a ver. Está nos atrapalhando até. Estamos com hotel e passagem bloqueados e não podemos confirmar. Temos até quinta-feira para confirmar e o tempo está acabando. Para nós vai ser em Cuiabá. O problema do Corinthians é do Corinthians - disse o dirigente, sobre a justificativa da CBF, que alega que a mesma empresa de eventos não pagou o Corinthians em relação a um jogo que realizou entre Timão e Vitória.

Segundo o gerente alvinegro, todas as recomendações exigidas pelo time da Vila Belmiro foram executadas, e que o local tem totais condições de receber o clássico paulista.

- A informação que tenho é que alia-se ao problema do Corinthians em não receber uma parte da cota e sobre as condições do estádio, que vestiário, acomodação e o campo não estaria bons. Todas as garantias que o Santos pediu foram dadas, os organizadores cumpriram com tudo, então o Santos está totalmente voltado para fazer o jogo lá. Até a federação do Mato Grosso, junto com o Governo também estariam fazendo esse contato com CBF para que desse todas as condições. É uma Arena de Copa e digna de receber um clássico - opinou Zinho.

A indefinição da CBF referente a qual estádio será a partida  vem causando reclamações de ambos os times envolvidos. A diretoria do São Paulo, que já havia atacado a entidade por marcar a primeira semifinal da Sul-Americana, contra o Atlético Nacional (COL), para esta quarta-feira, jogo que foi adiado, volta a ter problemas de programação.