icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
24/02/2015
14:38

Apesar do início promissor no Catarinense, o Atlético Ibirama sofreu uma queda de desempenho, e amarga três rodadas sem vencer. Com seis pontos somados, na 7ª posição da tabela, a classificação para a hexagonal final ficou mais difícil, mas não impossível.

Para conquistar uma vaga na fase final do Catarinense, o time de Ibirama ainda depende apenas de si. É com esse pensamento que os atletas mantem a esperança de avançar à próxima fase, quando enfrentam o Metropolitano, nesta quarta.

- A gente venceu o Avaí e aí saímos para dois jogos fora de casa. Contra o Marcílio Dias fomos prejudicados totalmente com os erros da arbitragem. Gol mal anulado, nosso companheiro foi expulso. Contra o Guarani tínhamos o jogo na mão e deixamos escapar por bobagens nossas mesmo. Em casa, contra o Inter, começamos muito mal, demos brecha e eles saíram na frente. Infelizmente a gente só conseguiu o empate de novo. Sabemos que se fizermos nossa parte estaremos dentro. Só depende da gente. Vamos trabalhar para melhorar a atenção e conseguirmos a vitória diante do Metrô, que será muito difícil.

Com três jogos restantes pela frente, sendo dois deles diante da torcida ibiramense, o objetivo do time é pensar cada jogo por vez. É o que revela o meia Diego Miranda, que projeta a sequência de jogos do Atlético.

- A gente trata cada partida como final e essas três últimas mais ainda, para que a gente possa entrar no Hexagonal. Mas o importante é pensarmos sempre no próximo adversário, nesse caso o Metropolitano, que tem uma equipe regular, com jogadores rodados e depende de só mais uma vitória para classificar. Então precisamos ter atenção para não errarmos tanto e conseguirmos o resultado. Depois se fala da Chapecoense e do Criciúma. Nada adianta falar nesses times e deixarmos de lado o jogo mais importante que é nesta quarta.

Atlético Ibirama e Metropolitano entram em campo nesta quarta-feira, às 20h30 da noite, no estádio Hermann Aichinger.