icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2014
16:02

A CAF (Confederação Africana de Futebol) anunciou nesta segunda-feira que manterá as datas originais da Copa Africana de Nações, prevista para ocorrer entre os dias 17 de janeiro e 8 de fevereiro no Marrocos. O país-sede havia pedido que a entidade considerasse o adiamento do torneio por conta do surto de Ebola no continente.

No entanto, após considerar o pedido de políticos marroquinos, a CAF manteve seu posicionamento e anunciou uma série de razões pelas quais se responsabilizava a organizar uma competição mesmo no meio de um grande problema de saúde - a OMS (Organização Mundial de Saúde) também aconselhou que a Copa Africana fosse adiada.

Entre os motivos citados pela entidade, está o fato de que nenhum caso de Ebola foi registrado em conexão com uma partida de futebol - e as Eliminatórias para a Copa Africana seguem em pleno vapor no continente, exceto nos países onde o surto está fora de controle. Nesses casos, as seleções jogam em territórios neutros.

Além disso, cita a CAF, dos três países com os piores índices do surto de Ebola, apenas Guiné segue com chances de classificação ao torneio. A seleção do país tem mandado os jogos na cidade de Casablanca, no Marrocos, que também foi elogiado pela capacidade de seus sistema de saúde.