icons.title signature.placeholder Rafael Sandrão
11/12/2013
14:59

Bicampeão olímpico na classe laser, o velejador Robert Scheidt admite que, caso a classe Star volte ao cronograma olímpico, ele poderá mudar sua categoria para a competição no Rio de Janeiro em 2016.

- Pra mim, a Star seria uma classe que eu me adaptaria melhor. Ela não exige tanto do físico. A concentração passa a ser o mais importante. Já na Laser você precisa ser piloto e muito bem fisicamente.

Para os Jogos Olímpicos Rio-2016 foram designadas dez medalhas para a Vela, sendo que nenhuma delas foi para a classe Star. Aos 40 anos, Robert se preocupa muito com sua forma física e prevenção de lesões.

- Fui campeão mundial de Laser esse ano, então da mesma maneira me candidato ao título para os Jogos Olímpicos. A montanha está lá e eu vou ter que escalar da mesma maneira.

De acordo com velejador, Carlos Arthur Nuzman (presidente do Comitê Olímpico Brasileiro) está em contato com o Comitê Olímpico Internacional (COI) para tentar a inclusão de mais uma medalha para a Vela no Rio-2016.