icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/11/2014
16:10

O ex-presidente do Real Madrid Ramón Calderón criticou muito seu sucessor no cargo, Florentino Pérez. Para o antigo mandatário merengue, o dirigente não apreciou inicialmente o potencial de Cristiano Ronaldo e disse que Pérez chegou a querer "rasgar" o contrato de CR7, pois ficou assustado com os valores envolvidos na negociação pelo português.

 - Quando Florentino assumiu a presidência do clube e viu o contrato, quis rasgá-lo. Dizia que Ronaldo era muito caro. Queria contratar Kaká, Xabi Alonso, Benzema, Albiol e outros jogadores. Foi um problema na época, pois ele não tinha a certeza que Ronaldo valesse tanto dinheiro - comentou Calderón, à "Revista".

Ramón Calderón foi presidente do Real Madrid entre 2006 e 2009 e esteve envolvido na chegada de Cristiano Ronaldo aos Merengues, tendo sido o responsável pelo início das negociações com o Manchester United, clube do português antes dos Blancos.