icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/12/2013
19:08

Afastado das quadras desde o dia 15 de setembro, em virtude de uma cirurgia nas costas, Andy Murray voltará à ação hoje. O britânico, quarto colocado do ranking mundial,  é uma das atrações do Mubadala World Tennis Championship, torneio-exibição que começa hoje em Abu Dhabi (EAU).

Sua última partida foi no playoff do grupo mundial da Copa Davis, quando bateu Ivan Dodig (CRO).

Às 13h (de Brasília), Murray enfrenta o francês Jo-Wilfried Tsonga (10). O vencedor enfrentará em uma das semifinais, amanhã, o sérvio Novak Djokovic (2). Em outro jogo de hoje, às 11h, David Ferrer (3)  pega Stanislas Wawrinka (8). Quem passar, medirá forças com Rafael Nadal (1) por vaga na final que será realizada no sábado.

Por causa da cirurgia a qual teve de ser submetido, Murray não pôde disputar as Finais da ATP de Londres (GBR), no começo de novembro. Ainda longe da forma física ideal, o britânico espera usar esta competição e o ATP 250 de Doha (QAT), na próxima semana, para se preparar da melhor maneira possível para o Aberto da Austrália. O primeiro Grand Slam da temporada começará  no dia 13 de janeiro.

– Neste começo de temporada, todos os jogadores querem jogar o máximo de partidas possíveis. Estes jogos serão uma boa preparação para mim – afirmou Murray.

O escocês de 26 anos só retomou os treinamentos no último mês, na cidade de Miami (EUA), onde fez uma pré-temporada puxada. Ontem, em Abu Dhabi, treinou por algumas horas ao lado de Djokovic.

Eleito o esportista britânico de 2013 pela rede BBC, Murray afirmou que tem dúvidas se poderá ganhar de novo um Grand Slam. Ele venceu o Aberto dos Estados Unidos de 2012 e Wimbledon nesta temporada.

– Pode ser que nunca mais ganhe um torneio deste tipo, mas eu farei de tudo para conseguir mais um título. Perdi quatro finais seguidas de Grand Slams e não quero que isso se repita de novo – disse Murray ao canal Sky Sports.