icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/04/2014
20:12

No último domingo, o ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, responsável pela administração da Arena Corinthians, viajou para Abu Dhabi (EAU) para negociar com xeques os naming rights do estádio de Itaquera. De volta, ele divulgou, por meio de uma nota de sua assessoria de imprensa, que ainda não houve acordo.

Sanchez esteve outras vezes no local para conversar com representantes do fundo Abu Dhabi Investiment Authority (Adia), o maior dos Emirados Árabes Unidos - dono das marcas Emirates e Etihad, que já fazem parte do futebol, respectivamente como patrocinadores dos ingleses Arsenal e Manchester City.

A intenção do clube era vender o nome do futuro estádio em Itaquera por R$ 400 milhões, com autorização de exploração do nome por 20 anos. Após as negociações, estes valores podem ser menores, já que o mercado não prevê cifras neste patamar. A alemã Allianz, por exemplo, pagará R$ 300 milhões ao Palmeiras por uma concessão de 20 anos.

A inauguração oficial do estádio está prevista para o duelo entre Corinthians e Figueirense, no dia 17 de maio, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo servirá para a Fifa como evento-teste antes do local receber os últimos preparativos para o duelo Brasil x Croácia, que marcará a abertura do Mundial. Antes, no dia 10, haverá um duelo Corinthians x Corinthians, com ex-jogadores, ídolos da história do clube, para cerca de 25 mil torcedores.

CONFIRA A NOTA DA ASSESSORIA DE ANDRÉS:

"Andrés Sanchez, responsável pela obra da Arena Corinthians, retornou ao Brasil nesta quinta-feira (24 de abril) de uma viagem internacional onde foi negociar os naming rights do estádio.

O ex-presidente do Corinthians conversou com algumas empresas e as partes estão em período de negociação, mas até o momento nenhum acordo foi finalizado."