icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
05/11/2013
13:09

Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, fez uma crítica veemente à promoção de ingressos oferecida pela diretoria do São Paulo à torcida durante o momento ruim da equipe no Campeonato Brasileiro. Para ele, a medida não fará bem aos clubes.

- Foi um mal ao futebol brasileiro como um todo - sentenciou o ex-mandatário do Timão, durante um evento de marketing esportivo na manhã desta terça-feira, em São Paulo.

- É um direito de cada um. Mas, colocar 5, 10 reais para um espetáculo de futebol? - completou.

E MAIS:
> Diretor do Timão critica time por não brigar no topo, mas admite falhas no planejamento
> Gobbi quer Tite em 2014, mas sofre pressão de Andrés no Corinthians
> Diretoria de futebol do Corinthians deve sofrer mudanças para 2014

Questionado pelo mediador do debate sobre os ganhos com bares e restaurantes do Morumbi, uma vez que aumentou a presença de público no estádio, Andrés preferiu adotar um tom mais irônico.

- E vocês acreditaram neles, hein? Quer dizer que cem caixas de cerveja pagam um salário de 300, 400 mil reais? Então, tá... O que deu dinheiro foi o Lucas  - afirmou o ex-presidente corintiano, lembrando da venda do meia-atacante para o PSG da França, por cerca de R$ 100 milhões.

No último fim de semana, o São Paulo levou 50.802 pagantes ao seu estádio para o duelo contra a Portuguesa. Com o número, a equipe ultrapassou o Corinthians em média de público no Brasileirão-2013: 25.103 pessoas contra 24.846 do rival. O aumento vertiginoso de são-paulinos no Morumbi neste torneio se deu justamente quando a diretoria decidiu reduzir o preço das entradas.