icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/03/2014
18:21

Enquanto trabalha em cima de sua recuperação da lesão sofrida na perna esquerda, em dezembro passado, Anderson Silva também evolui alguns projetos paralelos ao MMA. Em entrevista à "TV Foha", o ex-campeão dos médios revelou que está se preparando para brilhar no cinema e tem tido aulas para se tornar policial em Los Angeles, cidade onde mora nos Estados Unidos.

O atleta explicou que a atuação como policial não será tão efetiva como sugere. A ideia é apenas se formar para realizar o desejo de seu tio e deixá-lo "orgulhoso". A reportagem ainda diz que a ideia de Spider é planejar treinos especiais para a SWAT.

- De manhã, treino, levo meus filhos para a escola, vou para a escola de polícia... Faço escola de polícia em Los Angeles. Estou estudando para ser policial. É um desejo pessoal e é uma coisa que farei para alegrar meu tio. Ele achou estranho: "Por que você não fez isso aqui?" Mas não era a hora, não deu. Meus irmãos são policiais, meus sobrinhos, e é uma coisa da família mesmo - declarou o peso-médio.

Anderson ainda comente o fato de estar tendo aulas de "acting" (atuação) para se preparar para o mundo dos telonas de cinema. O brasileiro sonha contracenar com astros hollywoodianos como Denzel Washington e Will Smith.

- Estou fazendo aulas de acting, assinei com a ICM, que é uma das três maiores companhias que representam atores. Um dia espero poder contracenar com Denzel Washington e Wil Smith. Estou me preparando para isso - projetou.

Sobre o universo das lutas, Spider garante que poderia voltar a lutar já no meio do ano, mas que seu foco em projetos pessoais atrasará seu retorno ao octógono mais famoso do mundo.

- Poderia lutar daqui a três meses, mas optei por não voltar devido aos meus projetos pessoais. Tudo o que pretendia fazer no esporte, eu fiz. Quero voltar a lutar por gostar de fazer, me sinto bem lutando. Mas não tenho pretensão de fazer nenhuma revanche. Foram coisas que aconteceram, fui vencido. Se tiver de lutar de novo contra alguém, vou lutar, mas não tenho isso como foco - concluiu.