icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
18/11/2014
11:37

Na coletiva de imprensa que anunciou calendário oficial de 2015 do UFC (Ultimate Fight Championship), em Las Vegas, o brasileiro Anderson Silva citou Ayrton Senna ao falar da sua trajetória e disse que está voltando aos poucos. A princípio as forças estão concentradas na primeira luta.

O peso médio deu a entender que suas lutas são diferentes das outras pelo peso que seu nome carrega e citou o piloto brasileiro para exemplificar.

- Desculpe, acho que agora as pessoas que lerem a entrevista depois vão achar até um pouco de prepotência da minha parte. Mas Fórmula 1 sem Ayrton Senna não é mais a mesma né? É mais ou menos isso - disse, sorrindo, ao trecho reproduzido ao site Uol.

Depois de uma longa recuperação, o lutador tem luta marcada para o próximo dia 31 de janeiro, contra o norte-americano Nick Diaz. E, segundo ele, esse é o objetivo principal, com calma e foco.

- Vocês vão se cansar de me ver. Tenho tempo, meu foco é na minha próxima luta, é no Nick Diaz, não estou pensando nisso (cinturão), seria pretensioso da minha parte pensar isso. Na minha vida tudo sempre foi passo a passo, nunca fui de ficar desafiando. Vou passo a passo. Minha vontade e força física (pesam para a continuidade da carreira) - declarou Spider.

Anderson aproveitou ainda para analisar o confronto entre Chris Weidman e Vitor Belfort, na disputa pelo cinturão.

- Acredito que o Vitor vença. Vamos torcer pra ele, que é brasileiro. Mas é uma luta dura. O Weidman é um cara que tem as armas certas pra lutar com qualquer adversário até 84 kg. E o Vitor é um cara que surpreende muito. Não tem como traçar um perfil técnico e tático dele, ele surpreende muito. Esperamos uma vitória do Vitor - finalizou Anderson Silva.