icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/02/2015
12:51

'Não temos medo da violência do Atlético'. Assim Carlo Ancelotti falou do dérbi deste sábado contra o maior rival de Madrid, que será realizado no Vicente Calderón. O treinador italiano elogiou a equipe comandada por Diego Simeone, mas disse não estar preocupado com o estilo mais viril praticado pelo Colchonero. A lesão de Sergio Ramos e outros problemas musculares dos Merengues também foram temas da coletiva do técnico.

Ancelotti revelou saber um método de furar o bloqueio defensivo do Atlético. Apesar disso, tem certeza que não será fácil vencer no Vicente Calderón e superar o estilo de jogo duro praticado pelo rival, principalmente após as lesões de Sergio Ramos e James Rodríguez.

E MAIS
- Simeone não fala dos desfalques do Real e revela que Torres será reserva
- Sergio Ramos tem ruptura do tendão e para por longo tempo no Real Madrid

- Não temos medo. Sabemos que o Atlético trabalha muito bem, principalmente no setor defensivo. É uma das melhores equipes na defesa. Penamos com isso, em buscar uma maneira de furar esse bloqueio.


Godín é um dos pilares da defesa do Atlético, elogiada por Ancelotti (Foto: AFP)

O técnico madridista sabe que o desfalque da dupla de zaga formada por Sergio Ramos e Pepe vai deixar uma lacuna difícil de ser preenchida. Os prováveis titulares, Nacho e Varane, são jovens e não têm tanta experiência. Mas o fator principal para Ancelotti é a estatura.

- Sem Sergio Ramos e Pepe, podemos sofrer contra o Atlético a falta de altura na zaga, como aconteceu contra o Sevilla. Marcar em zona os mais altos pode ajudar os menores - disse o italiano, para depois lamentar a ausência do zagueiro espanhol:


Varane será titular do Real Madrid no dérbi da capital (Foto: Divulgação)

- A lesão é importante. Será desfalque por cinco semanas, mas tenho confiança em Varane e Nacho. Eles têm entusiasmo e muita vontade jogar. Estou convencido que se sairão muito bem.

Ancelotti deixou dúvidas quanto à escalação do time titular do Real Madrid. A volta de Cristiano Ronaldo é certa, no lugar de James Rodríguez. Bale volta a sua função de origem. Mas no meio de campo, o técnico ainda não decidiu se escala Khedira ou Illarramendi. Na vaga de Marcelo, Arbeloa e Coentrão estão no páreo.


Khedira disputa com Illarramendi uma vaga de titular (Foto: Javier Soriano/AFP)

- Cristiano está motivado como sempre. Está no topo, essa semana de trabalho fez bem a ele. Khedira tem mais dinamismo e Illarramendi tem mais presença na defesa. Na lateral esquerda, podemos utilizar o Coentrão ou o Arbeloa. Não teremos problema - comentou.