icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
20/12/2013
20:55

O Brasil conseguiu um resultado histórico, nesta sexta-feira, ao avançar à final do Campeonato Mundial de Handebol Feminino, após uma vitória por 27 a 21 sobre a Dinamarca. E o duelo contra as nórdicas era de extrema importância para as meninas, considerado inclusive como o 'jogo da vida' por Ana Paula, que também lembrou a importância moral do triunfo.

- A gente sabia que era o jogo da nossa vida, sabíamos que queríamos mais do que o terceiro lugar e agora podemos brigar pelo ouro. Sempre fomos motivo de piada. Até hoje, dizem que o Brasil não é nada. Ainda não temos o respeito de todos os times aqui na Europa. Hoje a gente mostrou que a gente merece respeito e jogamos de igual para igual com qualquer equipe da Europa - disse Ana Paula.

A ponta esquerda também fez questão de fazer uma homenagem. Jéssica Quintino ficou fora do Mundial em razão de uma lesão no joelho, mas não foi esquecida pelo grupo.

- Eu pensei em colocar a camisa da Jéssica hoje para ela sentir que ela faz parte desse grupo. Mesmo não estando aqui, ela está com esse grupo desde 2009. O que ganharmos aqui, ela faz parte - contou Ana Paula

Após uma grande atuação contra as dinamarquesas, a goleira Bárbara também tem muito o que comemorar. Ela destaca que o país vem merecendo desde o início essa vaga na decisão.

- É facil falar agora que a gente mereceu, mas acho que a gente mostrou desde o começo, sabíamos da nossa posição e conseguimos. A gente deu o nosso máximo, lutamos, e fizemos tudo que a gente podia e queremos aproveitar o próximo jogo - falou.