icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
13/02/2015
12:57

Anunciado como reforço do Changchun Yatai, da China, na semana passada, o atacante Barcos irá mudar de clube antes mesmo de estrear. Agora, o argentino irá para o Tianjin Teda. A mudança no destino do argentino seria uma ingerência da Federação Chinesa e também uma cordialidade entre os presidentes das agremiações, que são amigos.

Como contratou o também ex-gremista Marcelo Moreno, o Changchun Yatai "cederá" Barcos ao rival. Ao contrário do que ocorre em outros países, como o Brasil, por exemplo, a federação local interfere nas contratações para que um clube não fique com um elenco muito superior aos demais.

Os valores de compra dos dois jogadores continuam os mesmos, mudando apenas o responsável pelo pagamento de Barcos. No Teda, Barcos terá a companhia dos brasileiros Eder, Lucas Fonseca e do ex-botafoguense Andrezinho. No Changchun Yatai, Marcelo Moreno não encontrará nenhum colega do país.

A venda dos dois atacantes aos clubes chineses, segundo informações da imprensa de Porto Alegre, renderá ao Grêmio cerca de R$ 11,5 milhões. Com o clube em dificuldades financeiras, a diretoria tricolor optou por negociar os jogadores com salários mais altos do elenco. Além de Barcos e Moreno, Alán Ruiz, Dudu, Zé Roberto, Pará, Bressan foram alguns dos jogadores que deixaram o clube neste início de ano.