icons.title signature.placeholder Fábio Aleixo
21/03/2014
11:50

Amigo de longa data, companheiro na Copa Davis e parceiro em duplas. Roger Federer é bem próximo de Stanislas Wawrinka, que não esconde a admiração.

- Quando cheguei ao circuito, Roger já era um cara estabelecido e me ajudou bastante ao longo do caminho. Não sou uma pessoa que está tentando ser o centro das atenções. Roger é o maior jogador de todos os tempos, uma lenda viva. Eu ainda estou muito longe dele, e sempre estarei - afirmou em entrevsita exclusiva ao LANCE!Net.

Mas quando os dois se enfrentam, Federer não dá nenhuma chance ao compatriota. Já foram 14 encontros eles no circuito mundial, e Wawrinka ganhou apenas um.

O triunfo solitário aconteceu há quase cinco anos, nos Masters 1.000 de Monte Carlo (MON), disputado no saibro. Em partida válida pelas oitavas de final, Wawrinka fez 2 sets a 0, com parciais de 6-4 e 7-5.

Nos outros 13 duelos, Federer foi soberano. Foram 28 sets ganhos e apenas três perdidos. A última partida entre eles ocorreu no abo passado, no Masters 1.000 de Indian Wells. Wawrinka perdeu por 2 a 1 (6-3, 6-7 [4-7] e 7-5).

O primeiro duelo ocorreu há nove anos, no Torneio de Roterdã (HOL), com triunfo de Federer por 2 a 0 (6-1 e 6-4).