icons.title signature.placeholder Walace Borges
19/03/2014
09:01

Desde que se aposentou, no meio do ano passado, David Beckham vem trabalhando em um projeto difícil e demorado: criar e administrar a própria franquia na Major League Soccer. E para desenvolver este projeto, tem sido ajudado pelo amigo e empresário boliviano Marcelo Claure, que é dono da Brighstar  – empresa de telecomunicações – e que assumiu o posto de co-proprietário do Bolívar. No clube, o ex-camisa 7 da seleção inglesa tem estudado e ajudado no desenvolvimento da mentalidade do país.

Apesar de ser boliviano, Claure mora em Miami, nos Estados Unidos, onde conheceu Beckham. O ex-jogador atuou na MLS durante cinco temporadas, defendendo o Los Angeles Galaxy e conquistando dois títulos nacionais. Em entrevista exclusiva ao LANCE!Net, Marcelo Claure contou sobre a relação com Beckham e falou que o amigo tem o espírito necessário para ser um grande dirigente.

E MAIS
> Com ‘empate técnico’ na altitude, Flamengo visita o Bolívar
> Durante treino, Felipe se estressa com torcedor: 'Depois vai pedir camisa?'
> González treina, mas rescisão com o Flamengo deve sair nesta quarta

– Somos amigos e ele entendeu que poderia ser útil no processo de maturação para a construção do time ter um estágio no Bolívar, clube que ajudo. Não sei quando ele vai conseguir isso, mas estamos estudando quase que diariamente para o sonho dele acontecer. Pode ter certeza, ele será um grande dirigente porque pensa grande.

Beckham já comprou os direitos para abrir uma franquia em Miami. Entretanto, a tendência é que ela só seja iniciada em 2015, o que daria tempo do novo dirigente montar a estrutura e contratar. Curiosamente, a preferência para adquirir um clube já estava prevista no contrato do jogador com o Los Angeles Galaxy. Vale lembrar que para jogar na liga norte-americana, é preciso assinar primeiro com a própria MLS e depois os times entram no chamado "draft".

Se mostrar como dirigente o mesmo talento da época que foi jogador, o time de Miami e o próprio Bolívar estão bem servidos. Agora, verdade seja dita, bom para o Flamengo que o auxílio de Beckham foi apenas fora do gramado!