icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
16/06/2014
21:04

Em um dos bares de esportes mais tradicionais dos Estados Unidos, americanos que encerravam o dia de passeios e visitas aos parques da Dinsey, em Orlando (EUA), foram do céu ao inferno em 90 minutos. Da empolgação provocada pelo hino nacional ao empate sofrido a oito minutos para o final da estreia contra Gana na Copa do Mundo.

O jogo na Arena das Dunas, em Natal, foi assistido atentamente por todos clientes-torcedores no estabelecimento localizado na Disney Boardwalk. Até mesmo o atendimento no bar ficou comprometido devido à apreensão dos garçons e barmen.

A bela jogada e o gol do astro Clint Dempsey logo nos primeiros segundos de jogo foram comemorados do lado de fora por torcedores que esperaram quase 1h30 para conseguirem uma mesa. A festa, no entanto, logo se transformou em drama com a lesão de Jozy Altidore também no primeiro tempo.


- Oh, no! - gritaram os norte-americanos, em coro espontaneamente ensaiado.

No segundo tempo, as entradas de Kevin Prince Boateng e Michael Essien tomaram o bar de preocupação. Já o gol de Andre Ayew a oito minutos do fim levou os torcedores ao desespero. Mãos na cabeça, socos nas mesas e gritos das mulheres substituíram os aplausos para a defesa e, principalmente, o goleiro Tim Howard.

Seis minutos mais tarde, entretanto, a agonia saiu pela porta dos fundos quando Brooks balançou as redes. O zagueiro havia entrado na vaga de Besler, que também saiu machucado, e subiu sozinho para completar de cabeça cobrança de escanteio da direita. O gol trouxe alívio e completou a festa norte-americana, que não deixou de lamentar as baixas provocadas por lesões.