icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/03/2014
20:32

O América-MG vai recorrer da decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) que, na última segunda-feira, condenou o goleiro Glaycon a um ano de suspensão por doping durante um jogo contra o Boa Esporte pelo Campeonato Brasileiro da Série B do ano passado.

O advogado do Coelho, Henrique Saliba, disse que o atleta não teve direito à ampla defesa.

- Não concordamos de jeito nenhum com a decisão. Tem um erro grave de cerceamento de defesa do atleta. Vamos recorrer e pedir a nulidade do processo, para que ele volte a ser analisado em primeira instância - declarou o advogado.

O STJD aceitou o exame que detectou traços de Androstenediona e Boldione na urina do atleta. As substãncias são proibidas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e Agência Mundial de Dopagem.

O goleiro tentou explicar que a contaminação seria indireta e teria ocorrido por conta de pomadas que sua esposa usava contra estrias e por alguns medicamentos contra infecção.