icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
06/02/2015
18:59

Em reunião, nesta sexta, na Fundação Vila Olímpica, em Manaus, o Governo do Amazonas discutiu as regras de segurança e de uso dos estádios públicos para o Campeonato Amazonense de 2015, que começa no próximo dia 21. Um dos assuntos esclarecidos no encontro é que a responsabilidade da operação dos estádios durante os jogos é dos clubes e não do governo. Foi definido também que o Estado, por meio da Secretaria de Executiva Adjunta de Grandes Eventos (Seasge) da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) supervisionará o cumprimento das normas de segurança para a venda de bebidas alcoólicas dentro dos estádios, cuja liberação é de responsabilidade da Federação Amazonense de Futebol (FAF).

Foram discutidos os custos operacionais (quadro móvel) e o emprego de seguranças desarmados exigidos dentro do estádio. A reunião foi convocada pelo presidente da FVO, Aly Almeida, com o objetivo de esclarecer as atribuições de cada entidade envolvida na competição.

- O futebol amazonense, começando 2015 dessa maneira, proporciona uma organização maior à competição. Discutimos aqui desde o uso do bem público que são as arenas e os estádios até a contratação de quadro móvel e segurança privada. Quem está pleiteando o uso do bem público tem que saber das suas responsabilidades. - destacou o gestor.

Além do presidente da FVO, participaram da reunião o secretário executivo adjunto de Grandes Eventos da SSP-AM, coronel Dan Câmara; o procurador Rafael Bertazzo, da Procuradoria Geral do Estado (PGE); o presidente da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Dissica Valério; o presidente da Associação dos Clubes de Futebol Profissional do Estado do Amazonas (ACPEA), Cláudio Nobre, e outros representantes de entidades envolvidas com o campeonato Amazonense, como a emissora de TV local que tem os direitos de transmissão do torneio.

O presidente da FAF avaliou positivamente a reunião para a melhoria do campeonato, principalmente com objetivo de levar cada vez mais torcedores aos estádios.

- Cada um fazendo a sua parte tenho certeza que teremos o campeonato que todos anseiam e querem a partir de 2015, especialmente com o legado da Copa do Mundo, que não foram só as arenas. Com a profissionalização, vamos conseguir levar o torcedor de volta para torcer pelos clubes da nossa cidade. - declarou Dissica Valério.

De acordo com o presidente da FVO, neste ano o Estado está dando uma colaboração muito grande ao desenvolvimento do futebol local, com a disponibilização dos três novos estádios que foram construídos para a Copa de 2014 e que pela primeira vez poderão ser usados desde o início do campeonato. Os novos estádios são um dos legados deixados pela realização da Copa do Mundo no Amazonas.

SEGURANÇA

O secretário executivo de Grandes Eventos, coronel Dan Câmara, esclareceu sobre a necessidade exigida pela legislação federal para emprego de seguranças especializados atuando dentro de estádios.

- A segurança do interior do estádio não é competência do Estado, mas sim da empresa privada contratada para garantir essa segurança pela organização do evento. - afirmou o coronel

Câmara declarou que o Estado está tratando com a Polícia Federal sobre a necessidade de requalificação dos profissionais que foram treinados para atuar durante a Copa do Mundo.

Sobre a venda de bebidas alcoólicas, o secretário esclareceu que cabe à Segurança Pública recomendar e cobrar da organização do campeonato que sejam cumpridas regras de segurança para minimizar os riscos que podem ser potencializados com a presença de latas e garrafas dentro dos estádios.

- Com a Federação liberando a bebida alcoólica no estádio, nós vamos buscar uma estratégia conjunta para garantir a segurança dessa comercialização. O Estado tem buscado garantir para todo cidadão que os grandes eventos aconteçam dentro de um ambiente seguro e saudável. -  finalizou.