icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/03/2014
12:49

A acusação feita por Romarinho e as insinuações de Mano Menezes de que o São Paulo teria entregado o jogo para o Ituano no fim de semana, resultado que ajudou na eliminação do Corinthians, ainda repercute no Tricolor. Depois de Muricy Ramalho criticar a postura do treinador corintiano, Alvaro Pereira encarou o assunto de forma objetiva.

Mano e Romarinho falaram da derrota de 1 a 0 do São Paulo para o time de Itu sem terem visto como foi a partida no Morumbi. O uruguaio sugeriu que os rivais assistam ao duelo.

- Primeiramente, que cada um pensa da maneira que quiser. Sempre se fala ao final de algum campeonato, mas quem tem dúvida veja o compacto do jogo e quantas situações o São Paulo criou e quantas defesas o goleiro do Ituano fez durante o jogo. Só isso - disse o dono da camisa 6, na manhã desta terça-feira.

- Não me ofendo porque eu convido vocês e todos a assistirem ao jogo. Vocês viram a chuva e como ficou o Morumbi. Além disso, também não se pode tirar o mérito do Ituano - completou.

Com passagens pelo futebol uruguaio, argentino e europeu, Alvaro disse que esse tipo de fato não é restrito ao Brasil. Todos querem vencer no mundo do futebol, mas o são-paulino pede que os companheiros tenham mais cabeça fria na hora de dar declarações:

- A cultura do futebol é assim, não só no Brasil. Ninguém gosta de perder, mas quando se está diante do microfone tem de estar tranquilo. Como jogador do São Paulo, eu tenho que vencer pelo São Paulo sempre. Depois, entrar em campo para defender meus companheiros até a morte e depois pelos torcedores, que pagam o ingresso.