icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
07/06/2014
11:00

O São Paulo deixou acertado em contrato com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que ficaria com 12% da renda do amistoso entre Brasil e Sérvia, disputado na tarde da última sexta-feira no Morumbi. A partida, que terminou em vitória do time de Luiz Felipe Scolari por 1 a 0, teve 63.280 torcedores presentes e renda de R$ 8.693.940. Com isso, o Tricolor recebeu R$ 1.043.272,90 aluguel.

As cifras são as maiores recebidas pelo clube na temporada. Até o duelo entre brasileiros e sérvios, o último da Seleção antes da Copa do Mundo, a maior renda do Morumbi havia sido no dia 23 de fevereiro. Pela 10ª rodada do Campeonato Paulista, os são-paulinos empataram em 0 a 0 com o Santos diante de 16.337 torcedores e com renda de R$ 429.610,00.

No Campeonato Brasileiro, os melhores números são os relacionados à estreia contra o Botafogo. O público recorde do clube no ano, com 31.564 pagantes, assistiu à vitória por 3 a 0 no dia 20 de abril e gerou renda de R$ 421.065,00. A última partida antes da parada da Copa do Mundo, que terminou em triunfo por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, teve renda de R$ 363.927,00 e 27.580 pagantes.

O recorde anterior do São Paulo em 2014, no entanto, aconteceu longe do Morumbi. Com o estádio alugado para shows da boy band britânica One Direction no início de maio, a diretoria optou por mandar dois confrontos no Pacaembu. O primeiro deles, que terminou empatado em 2 a 2 com o Coritiba, recebeu 31.886 torcedores para renda de R$ 525.420,64.

Confira as três maiores rendas do São Paulo em 2014:

Brasil 1 x 0 Sérvia - Morumbi - R$ 8.693.940 (São Paulo ficou com R$ 1.043.272,9)
São Paulo 2 x 2 Coritiba - Pacaembu - R$ 525.420,64
São Paulo 3 x 0 Botafogo - Morumbi - R$ 421.065,00