icons.title signature.placeholder Bruno Braz
18/12/2013
08:29

A renovação de contrato do atacante Edmilson com o Vasco, que estava muito bem encaminhada, acabou emperrando nos últimos dias, e o principal motivo para isso foi a queda do clube do para a Série B do Campeonato Brasileiro. O Gigante da Colina havia acenado com uma proposta, mas após o rebaixamento, admitiu que não poderia exercê-la em função do descenso.

Um novo contrato com Edmilson já havia sido articulado ainda no período em que René Simões era o diretor-executivo do Vasco. Na ocasião de sua vinda, o Cruz-maltino tinha oferecido um vínculo de dois anos. O atacante, então, ciente do longo período que estava fora do Brasil (dez anos), achou justo com o próprio clube assinar somente por uma temporada.

Foi decidido então entre as partes que o acordo aconteceria desta maneira, mas com uma opção de renovação prevista para novembro onde, no novo contrato, ocorerria um aumento salarial. Porém, quando chegou a data, tal opção não foi executada.

Há cerca de duas semanas antes da última rodada do Campeonato Brasileiro, o empresário de Edmilson esteve reunido com a diretoria do Vasco. Os dirigentes, então, apresentaram um novo tipo de vínculo com condições que agradaram aos interessados. No entanto, quando o rebaixamento foi consumado, os próprios cartolas admitiram que não poderiam cumprir o que havia sido ofertado.

Agora, ficou combinado de que o Vasco fará uma nova proposta nos próximos dias, já com o conhecimento de que ela terá valores menores do que o conversado anteriormente.

Enquanto isso, Edmilson tem recebido sondagens. Ainda conta em favor do Vasco, todavia, a vontade do jogador em permanecer no Rio de Janeiro, onde ele e seus familiares se adaptaram muito bem, inclusive fixando residência na cidade.