icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
29/12/2013
08:04

Com os direitos econômicos estipulados pelo Tigres, do México, em cerca de R$ 4,8 milhões, Everton retorna ao Flamengo três anos depois com novo status, que é inversamente proporcional ao atual valor de mercado do jogador.

Em 2010, quando foi negociado com o clube mexicano, o meia-atacante deixou o Rubro-Negro por US$ 5,7 milhões, valor correspondente, na época, a R$ 10 milhões. O preço, hoje, praticamente caiu pela metade após passagens por Botafogo e pelo futebol sul-coreano até se destacar no Atlético-PR este ano.

Ao mesmo tempo em que acompanhou o amadurecimento do primeiro reforço para 2014 no Furacão, o Rubro-Negro, por outro lado, notou que o retorno com a negociação, comparado com o atual valor de compra, aponta para uma perda financeira considerável.

Isso porque o Rubro-Negro ganhou apenas R$ 1 milhão com a venda de Everton, correspondente a 10% do valor total da negociação. Os direitos econômicos do jogador pertenciam à Traffic, responsável também pelo agenciamento da carreira do meia naquele ano.

Na verdade, o Flamengo ainda não informou detalhes de como a transação foi concretizada. O clube apenas divulgou que Everton assinará um contrato por quatro anos.

O Atlético-PR tinha a prioridade para exercer a opção de compra pelo valor determinado pelo Tigres até 31 de dezembro. Os paranaenses, entretanto, informaram anteriormente que não Everton não deveria continuar para 2014.

Antes de o Flamengo conseguir o acerto com o meia-atacante, o Corinthians fez contatos com o agente do jogador na tentativa, em vão, de conseguir tirá-lo do Tigres.

Everton será apresentado quando o grupo iniciar os trabalhos, no dia 8 de janeiro.