icons.title signature.placeholder Felipe Domingues, Guilherme Cardoso e Luis Fernando Ramos
06/11/2014
13:39

O clima no paddock da Fórmula 1 é leve, especialmente com aqueles que já têm seu futuro garantido na categoria. Esse é o caso do espanhol Fernando Alonso que, neste ano, definiu sua saída da Ferrari. Ainda sem confirmar qual será sua nova equipe em 2015, o piloto brinca com as especulações em seu nome.

- Uma semana dizem que estou na McLaren, na outra dizem que estou na Lotus, acho que hoje eu até comprei a Marussia por 1 dólar (risos). Nada é verdade. A coisa mais importante é que dois, três meses atrás tomei uma decisão e espero que vocês possam saber em breve - brincou durante entrevista no Autódromo de Interlagos.

Com o futuro incerto, Alonso aproveitou o raro momento de calma no circuito para relembrar sua temporada na Ferrari. Apesar de não conquistar bons resultados, o espanhol acredita que tenha feito a melhor temporada de sua carreira.

- Tínhamos grandes esperanças nesse ano de interromper o domínio da Red Bull e não o fizemos... Bom, alguém o fez, mas não fomos nós (risos). Ficamos frustrados de estar nessa posição novamente. Do lado pessoal, foi minha melhor temporada. É estranho dizer, porque os resultados são fracos e só com dois pódios no ano, mas tive muito mais desafios nesse ano. Trabalhei no meu melhor esse ano - disse.

Próximo da McLaren, fechado com a Red Bull, indo para a nova equipe Audi em 2015... Uma coisa para Alonso é certa, sem "casa" ele não ficará. Bicampeão da categoria, o espanhol analisa que seu retrospecto fala por si só.

- Tenho o privilégio de escolher onde posso ir. Vemos tantas dificuldades para menores equipes ou pilotos, enfim, me sinto sortudo por não ter esses problemas. Se eu escolhi uma direção há um mês, é porque acho que é melhor, mas não temos 100% de certeza - completou.