icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/07/2013
17:57

O clima do São Paulo é ruim após a derrota para o Corinthians, por 2 a 1, nesta quarta-feira. Depois de Ney Franco afirmar que o revés aconteceu por erros técnicos e que ele não pode dar passes dentro de campo, Aloísio deu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira e disse que não ouviu o que foi dito pelo treinador, apenas ficou sabendo.

Na opinião do atacante, a responsabilidade pelo desempenho do Tricolor tem de ser dividida entre o grupo de atletas e a comissão técnica:

- Eu acho que é 50 a 50. Estamos no mesmo barco. Se afundar, vai afundar com todos juntos. Se navegar, vai navegar com todos juntos. Não tem essa de colocar a responsabilidade em cada um, a responsabilidade é de todos.

- Está na hora de começar a colocar a bundinha no chão, correr mais e colocar mais vontade. Temos de trabalhar, ter um pouco de vergonha na cara. O São Paulo é um clube grande e não pode passar por isso - completou o autor do gol são-paulino no Majestoso.

Durante a entrevista, Aloísio também fez questão de dizer que a declaração de Ney Franco não foi assunto entre os jogadores. Ele acredita na qualidade dos jogadores do Tricolor e espera que a equipe se recupere com uma vitória sobre o Santos, domingo, no Morumbi.

O clima do São Paulo é ruim após a derrota para o Corinthians, por 2 a 1, nesta quarta-feira. Depois de Ney Franco afirmar que o revés aconteceu por erros técnicos e que ele não pode dar passes dentro de campo, Aloísio deu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira e disse que não ouviu o que foi dito pelo treinador, apenas ficou sabendo.

Na opinião do atacante, a responsabilidade pelo desempenho do Tricolor tem de ser dividida entre o grupo de atletas e a comissão técnica:

- Eu acho que é 50 a 50. Estamos no mesmo barco. Se afundar, vai afundar com todos juntos. Se navegar, vai navegar com todos juntos. Não tem essa de colocar a responsabilidade em cada um, a responsabilidade é de todos.

- Está na hora de começar a colocar a bundinha no chão, correr mais e colocar mais vontade. Temos de trabalhar, ter um pouco de vergonha na cara. O São Paulo é um clube grande e não pode passar por isso - completou o autor do gol são-paulino no Majestoso.

Durante a entrevista, Aloísio também fez questão de dizer que a declaração de Ney Franco não foi assunto entre os jogadores. Ele acredita na qualidade dos jogadores do Tricolor e espera que a equipe se recupere com uma vitória sobre o Santos, domingo, no Morumbi.