icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/11/2013
22:08

No dia 23 de outubro, Alexandre Pato passou a ser muito criticado pela torcida do Corinthians por conta do pênalti mal batido contra o Grêmio, que eliminou o Timão da semifinal na Copa do Brasil. Cerca de quase 20 dias depois, o jogador resolveu ao marcar, em cobrança de penalidade, o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, neste domingo, em Araraquara (SP). Depois de toda pressão que viveu no período, o camisa 7 deu a seguinte resposta na saída do campo:

- Um dia eles me vaiam, hoje me aplaudem - disse o atacante, que saiu com a mão atrás da orelha, na comemoração do gol, e mais cedo foi um dos que teve o nome colocado em uma faixa do hotel a delegação em Araraquara, cobrando mais empenho.

- Estou trabalhando, os números mostram. Quando fui titular, fiz gols, então eu deixo que os números falem por mim - acrescentou o atacante, antes de deixar o gramado na Fonte Luminosa.

Dentro do elenco alvinegro, os jogadores mostraram satisfação pela volta por cima após a cavadinha mal aplicada diante do Tricolor gaúcho. O goleiro Walter disse que o jogador, com passagem pela Seleção Brasileira, estava de "alma lavada".

- Você viu a comemoração, ele limpou a alma. Fico feliz por ele - disse o goleiro, acompanhado por Emerson Sheik.

- Acho que é justo, ele sabe que errou, sabe que cometeu uma falha grave (contra o Grêmio), mas é ser humano e todos nós estamos sujeitos a errar. O importante é ter a grandeza de saber que errou e continuar trabalhando, persistir. Foi o que nós tentamos desde o início colocar pra ele, que precisaria dar a volta por cima - completou o camisa 11, que também foi cobrado nas faixas mais cedo, assim como Romarinho e Pato.