icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
23/07/2014
11:16

Agustín Allione chega nesta quinta-feira ao Brasil, mas já teve contato com a torcida palmeirense. Pela internet, foram várias as mensagens de carinho, que surpreenderam o meia, reforço mais recente pedido por Ricardo Gareca.

– Foram muitas as mensagens de apoio e estou muito contente. Até me surpreendeu! Espero poder devolver este apoio jogando muito bem – falou, em entrevista ao LANCE!Net.

Aos 19 anos, o jogador custará R$ 6 milhões ao Verdão, que ficará com 80% de seus direitos. Ele se animou com a grandiosidade palmeirense, aliada ao fato de ter no elenco seu ex-treinador do Vélez Sarsfield (ARG) além de um amigo, o zagueiro argentino Fernando Tobio.

Com boas referências do centenário clube, o jogador chega também como promissora aposta, especialmente por conta da confiança que os argentinos depositam nele. Ao falar sobre seu estilo de jogo, Allione evitou apontar algum ídolo.

Ele, porém, se espelha em Marco Reus, meia e destaque do Borussia Dortmund (ALE), eleito o melhor jogador do último Campeonato Alemão. O atleta de 25 anos só perdeu a Copa do Mundo por conta de uma lesão no tornozelo esquerdo.

– Não tenho um ídolo, mas hoje há dois jogadores que gosto: Di María (do Real Madrid) e Marco Reus, quem eu tento imitar – acrescentou.

Ainda na Argentina, o jogador teve pouco contato com os futuros companheiros de Verdão – ele irá falar com Gareca quando chegar ao Brasil –, mas tentará “de alguma maneira” ver a partida desta quarta-feira, pela Copa do Brasil.

Após desembarcar em São Paulo (SP), Allione passará por exames médicos e, caso aprovado, assinará contrato por quatro anos.


Confira um bate-bola com o jogador:

Allione, por que você decidiu jogar pelo Palmeiras?
Fiz esta escolha, porque é um dos maiores clubes da América e é um lindo desafio para mim. Além disto, tem o corpo técnico que conheço e isto também influenciou na minha decisão.

Conversou com algum jogador?
Conversei com o Tobio (zagueiro) apenas até agora. Com Ricardo (Gareca) falarei uma vez que chegar ao Brasil, amanhã.

O que Tobio lhe falou?
Ele me disse que é um grande clube, com ótimas instalações, e que tem uma grande torcida, também.

Já sabe qual camisa deseja usar no Palmeiras?
No Vélez eu jogava com a 21, mas aqui ainda não sei qual estará livre no Palmeiras. Verei quando chegar.

Como fará hoje? Vai assistir à partida da Copa do Brasil?
Sim, sim, eu vou tratar de ver ao jogo de hoje da Copa do Brasil de alguma maneira aqui na Argentina.