icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
11/11/2013
13:41

Nem mesmo as duas contratações de peso do Internacional para o ano de 2013 escaparam da decepção da torcida na Copa do Brasil e no Brasileirão. O meia Alex e o atacante Scocco sofrem para, ao menos na reta final da competição de pontos corridos, dizer a que vieram com a camisa colorada.

Anunciada a poucas horas do fim da janela de transferências, a dupla foi apresentada junta, em um hotel de Porto Alegre, com muita festa. No entanto, o gosto agora é de ressaca para os torcedores. Alex entrou em férias no Al Gharafa (QAT), e, por não ter pré-temporada no Inter, sentiu o nível físico abaixo dos demais colegas:

– Estamos tentando pular etapas. Saí do Corinthians com mais de 50% de massa muscular. Tenho agora, depois de três meses treinando aqui, 48,8% – comentou, no fim de outubro, após ser contratado por R$ 5,5 milhões.

Após estrear em 11 de agosto, no empate em 1 a 1 com o Atlético-PR no Estádio do Vale, o meia não teve uma sequência de boas atuações - em especial como titular. São 17 jogos, e apenas um gol marcado.

Badalado por sua grande atuação na Libertadores, pelo Newell's Old Boys, Scocco foi contratado por US$ 6,5 milhões (R$ 14,3 milhões) ao Al Ain (EAU), dono de seu passe. Mas, apesar de ser titular de Clemer nas últimas partidas, por conta da lesão de Leandro Damião, está longe do futebol que encheu os olhos. São 21 partidas, mas sem uma sequência como titular e uma posição definida pelo técnico (homem de área, segundo ou terceiro atacante). E só quatro gols:

– Estou devendo ao clube, aos companheiros, ao time. Mas estou trabalhando para ganhar a confiança do treinador – disse.

Com o sonho do G4 distante, o Inter se apega ao passado para sonhar com um 2014 melhor para suas estrelas. Juan e Forlán também decepcionaram ao chegar em 2012. Quem sabe, Alex e Scocco tenham guardado seu melhor futebol para o ano que vem?