icons.title signature.placeholder Caio Carrieri e Felipe Bolguese
20/06/2014
16:14

Assim como antes da vitória por 4 a 0 sobre Portugal, na estreia da Copa do Mundo, o técnico Joachim Löw não acabou com as dúvidas em relação aos 11 jogadores titulares da Alemanha. Para o duelo contra Gana, neste sábado, às 16h, no Castelão, em Fortaleza, Löw novamente não confirmou o time, mas desta vez deu pistas do que vai fazer. O zagueiro Mats Hummels, que se recupera de lesão, deve ser poupado, enquanto o volante Bastian Schweinsteiger deve ser mantido no banco.

Schweinsteiger não iniciou a Copa com 100% de suas condições físicas e deve seguir entre os reservas. O volante perdeu parte da preparação antes do Mundial porque se recuperava de uma lesão no joelho esquerdo. Depois, a poucos dias da estreia, sofreu uma pancada no pé esquerdo e passou por exames.

- Schweinsteiger é muito precioso para a nossa equipe, eu converso com ele sobre as análises dos jogos, e ele é um excelente interlocutor quando eu quero discutir uma coisa ou outra. Mesmo não tendo jogado, ele vai recuperar o seu condicionamento nos treinamentos. Nós não vamos preteri-lo, ele é importante para a Alemanha - disse Löw.

No primeiro jogo, o meio de campo alemão encaixou e foi o diferencial da equipe na goleada sobre os lusos. Lahm, Khedira e Kroos foram os volantes de marcação e saída, enquanto Özil, Götze e Müller eram os homens responsáveis pelas jogadas de ataque.

Hummels participou do treino de reconhecimento desta sexta, mas a força física de Gana e o risco de agravar a lesão para o restante da competição devem deixá-lo fora do duelo. Com isso, a Alemanha pode ter Mustafi na lateral direita e Boateng ir para a zaga ao lado de Mertesacker, como ocorreu diante de Portugal, ou Grosskreutz entra diretamente no lugar de Hummels.

- Ontem (quinta-feira), ele (Hummels) fez exercícios de corrida, mas não fez com 100% da sua condição. Vamos ver como será no treinamento. Temos de aguardar e só ver depois desse treinamento. Claro que eu não gostaria de mexer na nossa zaga e defesa. Se tivermos de fazer, temos jogadores excelentes que podem assumir essa posição - afirmou Joachim Löw, em entrevista coletiva antes do treinamento.

A Alemanha deve entrar no duelo com: Neuer, Mustafi, Mertesacker, Boateng e Höwedes; Lahm, Khedira e Kroos; Özil, Götze e Müller.