icons.title signature.placeholder Felipe Domingues
10/02/2015
12:25

Para o melhor tenista do Brasil atualmente, Thomaz Bellucci (63º), o foco é vencer, mas se for sobre um argentino, será ainda melhor. O brasileiro que estreia nesta terça-feira no Aberto do Brasil, no Ginásio do Ibirapuera (SP), tem como foco conquistar o título, é claro, mas também tem planos à parte.

Isso porque o Brasil encara a Argentina na Copa Davis, entre os dias 6 e 8 de março. Logo, com uma presença em peso de hermanos na competição, a meta é abalar a confiança dos rivais. Só em São Paulo, são sete argentinos, e Bellucci ainda joga no Rio Open e no ATP de Buenos Aires.

- Temos a possibilidade jogar contra o Leo Mayer, o Carlos Berlocq, o Juan Mônaco... Já conhecemos bem esses jogadores, então não tem segredo. Claro, se jogarmos contra eles e conseguirmos uma vitória, vai gerar confiança na nossa equipe. Deixar eles cientes que têm um confronto complicado - comentou o brasileiro.

No ano passado, o Brasil conquistou a vaga no Grupo Mundial em um confronto que entrou como completo azarão: contra a temida Espanha. Ainda que os adversários não tenham vindo com seus melhores jogadores, como Rafael Nadal (3º) e David Ferrer (10º), tinham tenistas muito melhores ranqueados do que os brasileiros.

- Eles (argentinos) sabem que nossa equipe cresce na Copa Davis, já batemos equipes que eram favoritas contra nós. Eles são favoritos, têm jogadores melhor ranqueados do que nós, mas temos plena condição de chegar lá e ganhar deles também. Se ganharmos em um outro torneio, então, isso abala a confiança deles - completou Bellucci.