icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/11/2013
20:52

Alecsandro foi bem contra o Inter, mas não jogou contra a Portuguesa. No entanto, sai com saldo positivo dos jogos que Jô não atuou pelo Galo. Reserva da equipe, o atacante lutará por chances, principalmente, no Mundial de Clubes. E o atleta, com experiência de ter jogado uma edição do torneio, deu a dica para Cuca: solte a lista dos 23 nomes finais na véspera, tudo para não relaxar aqueles que não vão.

- A viagem é dia 9, se eu fosse treinador, ou membro de comissão, soltaria a lista apenas na véspera da viagem, em um grupo de 30 jogadores, tem de ter todos os atletas motivados - disse o jogador.

Alecsandro ainda lembrou que lesões podem acontecer sem previsão, como a de Réver diante da Lusa. Ele quer ver o grupo do Atlético todo acreditando que irá para Marrocos:

- Você não sabe o que pode acontecer, às vezes na última rodada pode machucar um jogador. Todo mundo tem de estar acreditando que vai, até o pessoal do juniores, que está na pré-lista.

Porém, sabe-se que determinados nomes são favas contadas. Cuca já tem a lista de 23 nomes na cabeça, segundo o atacante, mas ainda precisa ver se os casos de Fernandinho, Dátolo e Emerson serão aceitos pela FIFA.

- O Cuca vai ter oportunidade de escolher quem vai para o Mundial, não será por uma ou duas partidas, será um todo. Estes jogos serão importantes para manter, quem está correndo pouco menos, correr mais, quem briga posição, ganhar a posição, mas lógico que o treinador já tem os 23 jogadores - disse o jogador.