icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/04/2014
09:48

Apesar do discurso de Abel Braga após o clássico Gre-Nal, Alan Patrick ainda não se considera titular. Com toda a cautela, espera a definição do treinador colorado. O posicionamento faz parte de uma estratégia do meia para não se acomodar e continuar seu crescimento no Internacional. Em 2014, é um dos jogadores mais elogiados pelo treinador e daqueles mais utilizados, quadro bem diferente de 2013. Ele lembra dos tempos de escolinha para cumprir a função pedida por Abelão.

No Gre-Nal, Alan Patrick entrou em uma função diferente da que está acostumado a jogar. Surgiu no Santos como um meia armador. Substituiu em alguns momentos o meia Paulo Henrique Ganso. Mas foi utlizado bem aberto por Abelão. Quase um atacante pelo lado esquerdo. Do outro lado, D'Alessandro, também meia, desempenhava função idêntica.

- Vamos esperar. O Abel não falou quem vai jogar. Procuro não me acomodar. Procuro trabalhar forte e evoluir. Acredito que tenho muito a melhorar, com a sequência de jogos ajuda neste ponto. Quero dar continuidade ao trabalho para que eu possa melhorar cada vez mais. O jeito que eu joguei, jogava quando era bem pequeno ainda, na escolinha. Era atacante. Quando fui para o Santos acabei recuando um pouco e joguei mais como armador. Ultimamente sempre joguei de armador. Mas não estranhei jogar pela beirada, na função do Jorge. Com os jogos vamos nos adaptar mais ainda - comentou Patrick.

Outro ponto que contou para a "efetivação" de Alan Patrick como titular foi o crescimento dos seus companheiros. Abel gostou da produção de Alex no segundo tempo. Jogou na esquerda no tripé do meio. Na mesma linha de Aránguiz, que cumpria parceria com D'Ale e Gilberto. Pelo outro lado, Alex, Patrick e Fabrício ocupavam o espaço.

- Ano passado, a gente (ele e Alex) treinava muito junto no time debaixo. Pegamos este entrosamento. Não só eu, mas o nosso time tem a característica de toque de bola. Quando se aproxima e joga curto, não só o Alex, acho que todos os jogadores conseguem render um pouco melhor. Fico feliz de poder ajudar - completou o meia.