icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/07/2014
21:17

O goleiro Rogério Ceni entrou em campo neste sábado para tentar alcançar um feito impressionante, o de 600 vitórias com a camisa do São Paulo. Mesmo com o Morumbi tomado por 43 mil torcedores, o capitão tricolor viu a equipe ser derrotada por 1 a 0 pela Chapecoense, que ainda não tinha vencido fora de casa no Campeonato Brasileiro. Apesar do resultado negativo, Ceni preferiu elogiar o modesto adversário, que frequentava as últimas posições da tabela antes da 11ª rodada.

- Eles fizeram a proposta de jogo deles, se defenderam muito bem. Fazia tempo que eu não via um time se defender tão bem, tão seguro na parte defensiva - elogiou Rogério Ceni, frustrado por não ter alcançado a vitória 600.

Se o goleiro tricolor nada conseguiu fazer para evitar o gol de Ricardo Conceição aos 11 minutos do segundo tempo, o herói da noite acabou sendo Danilo, goleiro da Chapecoense, fã declarado de Ceni e dono de ótimas defesas durante os momentos em que o Tricolor pressionou. Após a partida, o jogador do time catarinense agradeceu os elogios do ídolo e celebrou a vitória fora de casa.

- Eles são bem melhores, então temos que nos fechar, marcar e jogar por uma bola. É uma vitória que entra na nossa história, nossa primeira fora de casa, ainda mais contra o São Paulo, que é o time do meu ídolo Rogério Ceni. Fico feliz com os elogios dele. Posso dizer que para nós todo jogo é uma final de Copa do Mundo. A Chapecoense é o patinho feio do campeonato, temos que nos doar ao máximo - opinou o goleiro da Chape.

Ídolo de Danilo, o veterano Rogério Ceni tentará buscar a 600ª vitória no próximo domingo, às 16h, no Serra Dourada. O adversário da partida válida pela 12ª rodada do Brasileirão será o Goiás.